• Meu Carrinho
  • R$ 0,00

SANDIMMUN NEORAL 100mg SOLUÇÃO ORAL FRASCO COM 50ml

  • SANDIMMUN NEORAL 100mg SOLUÇÃO ORAL FRASCO COM 50ml
  • código: 013306
    marca: NOVARTIS

  • R$ 478,00
    à vista no boleto



    Indisponível no site

    Para adquirir este produto
    contate-nos: 0800.606.1410

    ou solicite o aviso por e-mail.

- Ciclosporina
- Transplantes
- Transplantes de órgãos
- Prevenção da rejeição
- transplantes alogênicos de rim, fígado, coração, coração pulmão combinadamente, pâncreas
- Transplantes de medula óssea
- Sandimmun
- Sigmasporin

ESPECIFICAÇÕES DO PRODUTO:

SANDIMMUN NEORAL®
ciclosporina para microemulsão


APRESENTAÇÕES
Sandimmun Neoral® 100 mg/mL – embalagens contendo 1 frasco com 50 mL de solução oral.


VIA ORAL


USO ADULTO E PEDIÁTRICO


COMPOSIÇÃO
Cada mL da solução oral de Sandimmun Neoral® contém 100 mg de ciclosporina para microemulsão.
Excipientes: racealfatocoferol, álcool etílico absoluto, propilenoglicol, composto de mono, di e triglicerídeos de óleo de 
milho e óleo de rícino H-polioxietilado.
A graduação alcoólica da solução oral é de 94,70 mg/mL.


INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Se você recebeu um transplante, a função do Sandimmun Neoral® é controlar o sistema de defesa do seu organismo. 
Sandimmun Neoral® previne a rejeição de órgãos transplantados bloqueando o desenvolvimento de células especiais 
que normalmente atacariam o tecido transplantado.
Se você sofre de alguma doença que não seja transplante onde as células do seu sistema de defesa atacam o seu próprio 
organismo (doenças autoimunes), Sandimmun Neoral® suprime as imunorreações nestas doenças. As doenças autoimunes 
são as conjuntivites que ameaçam a visão (uveíte intermediária ou posterior e uveíte de Behçet), casos graves de certas 
doenças da pele (dermatite atópica/eczema e psoríase), artrite reumatoide grave e uma doença renal chamada síndrome 
nefrótica.


2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA? 
O nome do seu medicamento é Sandimmun Neoral e ele contém o princípio ativo chamado ciclosporina. A ciclosporina 
pertence a um grupo de medicamentos conhecidos como agentes imunossupressores. Estes medicamentos são utilizados 
para diminuir as reações imunológicas do organismo.
O tempo médio de início da ação para psoríase: 4 semanas e para artrite reumatoide: 4 a 8 semanas.


3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Se você é alérgico (hipersensível) à ciclosporina ou a qualquer outro componente de Sandimmun Neoral® listado 
nesta bula.
Caso isto se aplique a você, não utilize Sandimmun Neoral e informe ao seu médico.
Caso ache que possa ser alérgico, consulte seu médico.


4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso esteja recebendo Sandimmun Neoral para transplante, ele será prescrito a você somente por um médico 
com experiência em transplantes.
Você vai perceber que as orientações contidas nesta bula podem variar dependendo se você está recebendo o 
medicamento para transplante ou tomando ele para sua doença autoimune.
Siga atentamente todas as instruções do médico. Elas podem ser diferentes das informações gerais contidas nesta bula.


Tenha cuidado especial ao utilizar Sandimmun Neoral
Devido ao álcool (etanol) contido em Sandimmun Neoral (vide “Informações importantes sobre um dos excipientes do Sandimmun”):
- Se você tem ou teve problemas relacionados com álcool;
- Se você tem epilepsia ou qualquer problema de fígado;
- Se você estiver grávida;
- Se você estiver amamentando;
- Se for administrar o medicamento para uma criança.

Se qualquer uma destas condições se aplicar a você, informe ao seu médico antes de administrar Sandimmun Neoral.


• Sandimmun Neoral® suprime o sistema imunológico, causando risco elevado de desenvolvimento de cânceres, 
principalmente de pele e do sistema linfoide. Portanto, você deve limitar sua exposição à luz solar e à luz UV vestindo 
roupas de proteção apropriada e aplicar filtro solar com alto fator de proteção;
• Ao suprimir o sistema imunológico, Sandimmun Neoral também pode afetar a capacidade do seu organismo de combater 
infecções. Caso você apresente qualquer sintoma de infecção (por exemplo, febre ou dor de garganta), você deve informar 
ao seu médico imediatamente;
• Se você apresentar problemas no fígado;
• Se você apresentar problemas nos rins. Seu médico realizará exames de sangue com frequência e poderá ajustar a sua dose, 
caso seja necessário;
• Se ocorrer aumento na pressão arterial. Seu médico irá medir sua pressão arterial frequentemente e poderá lhe dar um 
anti-hipertensivo, caso seja necessário;
• Sandimmun Neoral® pode reduzir a quantidade de magnésio no seu organismo. Por esta razão, seu médico pode prescrever 
a você suplementos de magnésio, principalmente após sua cirurgia, caso tenha sido transplantado;
• Se você apresentar níveis elevados de potássio no sangue;
• Se você tiver gota;
• Se você precisar receber uma vacina, consulte o seu médico antes;
• Qualquer outro medicamento que você receba (vide “Uso de outros medicamentos”).


Caso você apresente alguma das situações acima, informe ao seu médico imediatamente.
Se você estiver recebendo Sandimmun Neoral® para doenças que não sejam relacionadas a transplantes (uveíte intermediária ou 
posterior e uveíte de Behçet, dermatite atópica, artrite reumática severa e síndrome nefrótica), você não deve tomar Sandimmun 
Neoral® em caso de:
• problemas nos rins (exceto síndrome nefrótica);
• infecções não-controladas;
• qualquer tipo de câncer;
• hipertensão não-controlada. Se você desenvolver hipertensão durante o tratamento e não puder controlá-la, deve-se parar o 
Sandimmun Neoral®.


Sandimmun Neoral® não deve ser administrado a crianças com doenças que não sejam relacionadas a transplantes, com 
exceção do tratamento de síndrome nefrótica. Quando utilizado para o tratamento de uveíte de Behçet, Sandimmun 
Neoral® deve ser utilizado com cautela em pacientes que apresentem sintomas neurológicos da doença.


Seu médico acompanhará cuidadosamente sua terapia com Sandimmun Neoral® se você for idoso e estiver tratando 
de psoríase ou dermatite atópica. Você não deve receber simultaneamente raios UVB ou fototerapia se estiver tomando 
Sandimmun Neoral® para o tratamento de psoríase ou dermatite atópica.


Monitoramento durante o seu tratamento com o Sandimmun Neoral
Seu médico irá avaliar:
• os níveis de ciclosporina no seu sangue, principalmente em pacientes transplantados;
• sua pressão arterial, regularmente, antes do início do tratamento e durante o tratamento;
• a função de seus rins e fígado;
• seus lipídeos séricos.


Pergunte ao seu médico caso tenha dúvidas sobre como Sandimmun Neoral funciona ou por que este medicamento foi 
prescrito a você.


Idosos
A experiência com a administração de Sandimmun Neoral® em idosos é limitada. Sua função renal deve ser monitorada 
com cuidado especial. Se você tem mais de 65 anos e possui psoríase ou dermatite atópica, você deverá ser tratado 
somente em caso de doença incapacitante.


Crianças e adolescentes
A experiência com Sandimmun Neoral® em crianças ainda é limitada, exceto no tratamento da síndrome nefrótica. Crianças
a partir de 1 ano de vida receberam Sandimmun Neoral® na posologia padrão e não apresentaram problemas específicos. 
Em diversos estudos, pacientes pediátricos necessitaram e toleraram doses mais altas Sandimmun Neoral® por kg de peso 
corpóreo, do que as doses utilizadas em adultos.


Gravidez e amamentação
Peça a orientação do seu médico ou farmacêutico antes de utilizar qualquer medicamento.
Seu médico discutirá com você os possíveis riscos de utilizar Sandimmun Neoral durante a gravidez.


Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.


Informe ao seu médico se você está grávida ou se planeja engravidar. A experiência com Sandimmun Neoral® 
durante a gravidez é limitada. Em geral, Sandimmun Neoral® não deve ser tomado durante a gravidez. Se for necessário 
tomar este medicamento, seu médico discutirá com você sobre os benefícios e possíveis riscos de utilizá-lo durante a gravidez.


Informe ao seu médico se está amamentando. A amamentação não é recomendada durante o tratamento com Sandimmun 
Neoral®, pois a ciclosporina, princípio ativo do Sandimmun Neoral®, passa para o leite e pode afetar o seu bebê.


Informações importantes sobre um dos excipientes de Sandimmun Neoral
Este medicamento contém 12,0 % vol de álcool etílico, isto é, até 500 mg de dose diária em indicações de transplantes, o 
equivalente a 12,6 mL de cerveja ou 5 mL de vinho, por dose.
O álcool pode ser prejudicial para pessoas que sofrem de alcoolismo, epilepsia, lesão cerebral ou doença hepática, bem 
como para gestantes, lactantes e crianças.


Medicamentos imunossupressores podem ativar focos primários de tuberculose. Os médicos que acompanham 
pacientes sob imunossupressão devem estar alertas quanto à possibilidade de surgimento de doença ativa, tomando, 
assim, todos os cuidados para o diagnóstico precoce e tratamento.


Uso de outros medicamentos
Informe ao seu médico ou farmacêutico se você toma ou tomou recentemente qualquer outro medicamento. Lembre-se também 
dos medicamentos não prescritos pelo médico. Pode ser necessário ajustar a dose, tomar outras precauções ou, em alguns casos, 
parar de tomar um dos medicamentos.
Peça orientação ao seu médico caso precise de tratamento concomitante:
• com medicamentos que possam afetar os níveis de potássio, por exemplo, medicamentos que possuam potássio ou suplementos 
de potássio, diuréticos poupadores de potássio, determinados anti-hipertensivos;
• com metotrexato, um medicamento para tratar tumores, psoríase grave e artrite reumatoide grave;
• com medicamentos que podem aumentar ou reduzir os níveis séricos de Sandimmun Neoral. O médico pode verificar a 
concentração de ciclosporina no seu sangue ao iniciar ou descontinuar outro tratamento médico;
• Medicamentos que podem reduzir as concentrações de Sandimmun Neoral: barbitúricos (medicamentos que ajudam a dormir), 
determinados anticonvulsivantes (por exemplo, carbamazepina, fenitoína), octreotida (conhecido com Sandostatin), medicamentos 
antibacterianos utilizados para tratar a tuberculose, orlistate (utilizado para auxiliar na perda de peso), fitoterápicos que contêm erva 
de São João, ticlopidina (utilizada após AVC), determinados anti-hipertensivos (bosentana) e antifúngicos utilizados para tratar 
infecções nos dedos dos pés e nas unhas (terbinafina);
• Medicamentos que podem aumentar as concentrações de Sandimmun Neoral : antibióticos (por exemplo, eritromicina, azitromicina), 
antifúngicos (voriconazol, itraconazol), medicamentos utilizados para problemas cardíacos ou pressão arterial elevada (diltiazem, 
nicardipina, verapamil, amiodarona), metoclopramida (utilizada para acabar com enjoo), contraceptivos orais, danazol (utilizado para 
tratar distúrbios menstruais), medicamentos para tratar gota (alopurinol), ácido cólico e seus derivados (utilizados para tratar cálculos 
biliares), inibidores de protease utilizados para tratar o HIV, imatinibe (utilizado para tratar leucemia ou tumores) e colchicina;
• com outros medicamentos que podem afetar os rins, como os agentes antibacterianos (gentamicina, tobramicina, ciprofloxacino), 
antifúngicos que contêm anfotericina B, agentes utilizados contra infecção no trato urinário contendo trimetoprima, anticancerígenos que 
contêm melfalana, medicamentos utilizados para reduzir a quantidade de ácido no estômago (inibidores da secreção de ácido do tipo 
antagonista do receptor H2), tacrolimo, analgésicos (anti-inflamatórios não-esteroidais como o diclofenaco), derivados do ácido fíbrico 
(utilizados para reduzir a gordura no sangue);
• com nifedipina (utilizada para tratar hipertensão arterial e dor cardíaca), você pode apresentar inchaço na gengiva, a qual se expande 
até os dentes;
• com medicamentos que a concentração pode aumentar quando utilizados com Sandimmun Neoral, incluindo alisquireno (para tratamento 
de pressão alta), digoxina (utilizada para tratar problemas cardíacos), agentes redutores de colesterol (inibidores da HMG-CoA redutase, 
também chamados de estatinas), prednisolona, etoposídeo (utilizado no tratamento de câncer), bosentana (utilizado para reduzir a pressão 
arterial), dabigatan (anticoagulante oral utilizado para previnir AVC), repaglinida (antidiabético oral), imunossupressores (everolimo, 
sirolimo), ambrisentana e anticancerígenos específicos chamados antraciclinas (por exemplo, doxorrubicina).


Uso de Sandimmun Neoral com alimentos e bebidas
Não use Sandimmun Neoral com toranja (grapefruit) ou suco de toranja, pois isto pode alterar o efeito de Sandimmun 
Neoral.


Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use este medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.


5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
A solução oral deve ser estocada em temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C) e não em geladeira, pois contém óleos 
que se solidificam em baixas temperaturas. Abaixo de 20 ºC (por exemplo, na geladeira) a solução oral pode tornar-se 
gelatinosa, no entanto, este efeito desaparece se a solução for colocada em temperatura ambiente. Pequenos flocos ou 
ligeira sedimentação podem ainda ser observados. Se a solução oral for colocada por engano na geladeira, deixe-a em 
temperatura ambiente antes de usá-la novamente. Os flocos e sedimentos não afetam a eficácia e segurança do 
medicamento, e a medida com a pipeta dosadora estará exata.
Após aberto, Sandimmun Neoral® solução oral deve ser utilizado dentro de 2 meses (60 dias), e ser conservado em 
temperatura ambiente (entre 15 e 30 °C).


Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.


Aspecto físico
Solução oral: líquido límpido de coloração levemente marrom amarelada, frasco de vidro de 50 mL, com uma 
seringa dosadora.


Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma 
mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.


Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.


6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Siga cuidadosamente as instruções de seu médico. Não exceda a dose recomendada.


Quando e como tomar Sandimmun Neoral®
É importante que você tome as doses de Sandimmun Neoral® na mesma hora todos os dias, principalmente se você for 
um paciente transplantado. Sua dose diária deve sempre ser dividida em duas doses.


Para Sandimmun Neoral® solução oral:
Uso inicial da solução oral de Sandimmun Neoral®


1. Levante a aba no centro do anel de vedação metálico.
2. Retire completamente o anel de vedação.
3. Remova a rolha preta e jogue-a fora.
4. Encaixe firmemente o tubo unitário com a rolha branca dentro do frasco.
5. Insira o bocal da seringa dentro da rolha branca.
6. Puxe o volume da solução recomendado (posicione a parte inferior do anel do êmbolo na frente da graduação 
correspondente do volume prescrito).
7. Expulse qualquer bolha grande empurrando e puxando o êmbolo antes de remover a seringa contendo a dose 
recomendada. A presença de pequenas bolhas não é importante e não afetará a dose de qualquer maneira.
8. Coloque o medicamento da seringa em um copo com algum líquido, que não seja suco de toranja (grapefruit). 
Evite qualquer contato entre a seringa e o líquido do copo. O medicamento pode ser misturado antes de tomá-lo. 
Mexa e beba toda a mistura. Tome o medicamento imediatamente após a preparação.
9. Após o uso, limpe a seringa do lado de fora com um tecido seco depois de usá-la e recoloque-a em sua capa. 
O tubo e a rolha branca permanecem no frasco. Feche o frasco com a tampa apropriada.


Uso subsequente
Iniciar na etapa 5.
Se você tiver qualquer dúvida sobre o medicamento, entre em contato com o seu médico ou farmacêutico.


Quanto tomar de Sandimmun Neoral®
Seu médico indicará a dose correta de Sandimmun Neoral® dependendo do seu peso e se você tomará Sandimmun 
Neoral® após transplante ou como tratamento para psoríase grave, eczema, artrite reumatoide, síndrome nefrótica ou 
uveítes. Seu médico dirá a frequência com que você deve tomar o medicamento.


Se você teve um transplante de órgão ou medula óssea, a dose total usualmente está dentro do intervalo de 
2,0 mg/kg/dia e 15,0 mg/kg/dia dividida em duas doses. Geralmente, as doses mais altas são usadas após transplante e as 
doses mais baixas são usadas quando o transplante de órgão ou de medula óssea tenha se estabilizado. Seu médico 
ajustará a sua dose ideal. Para fazer isto podem ser necessários alguns testes de sangue.


Para o tratamento de uveíte endógena, a dose total usualmente está dentro do intervalo de 5,0 mg/kg/dia e 7,0 mg/kg/dia 
dividida em duas doses.


Para o tratamento de síndrome nefrótica, a dose total usualmente está dentro do intervalo de 2,5 mg/kg/dia e 5,0 mg/kg/dia 
em adultos e 2,5 mg/kg/dia a 6,0 mg/kg/dia em crianças dividida em duas doses.


Para o tratamento de artrite reumatoide grave, a dose total usualmente está dentro do intervalo de 3,0 mg/kg/dia e 5,0 mg/kg/dia 
dividida em duas doses.


Para o tratamento de eczema e psoríase grave, a dose total usualmente está dentro do intervalo de 2,5 mg/kg/dia e 5,0 mg/kg/dia 
dividida em duas doses.


Siga as instruções do seu médico e nunca troque a dose sem orientação médica.


Por quanto tempo tomar Sandimmun Neoral®
Seu médico lhe dirá por quanto tempo você precisará tomar Sandimmun Neoral®, dependendo se você está tomando 
após transplante ou para o tratamento de condições graves da pele, artrite reumatoide, uveítes ou síndrome nefrótica. 
Para eczema grave, o tratamento usualmente dura 8 semanas.


Continue a tomar Sandimmun Neoral® conforme orientações do seu médico.


Se você tiver dúvidas sobre quanto tempo tomar Sandimmun Neoral®, converse com seu médico ou farmacêutico.


Se você parar de tomar Sandimmun Neoral®
Interromper o tratamento com Sandimmun Neoral® pode aumentar o risco de rejeição do seu órgão transplantado. 
Não pare de tomar Sandimmun Neoral® a menos que seu médico tenha orientado, mesmo que você se sinta bem.


Se você tomou anteriormente uma formulação oral de ciclosporina diferente
Seu médico irá monitorá-lo cuidadosamente por um curto período durante a transferência de uma formulação para a outra.


Quando você mudar de uma formulação oral de ciclosporina para a outra, você pode sentir alguns efeitos colaterais. 
Se isto acontecer, informe ao seu médico ou farmacêutico, pois pode significar que sua dose precisa ser ajustada. 
Nunca ajuste a dose sozinho, a menos que o médico tenha orientado você.


Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. 
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.


7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Se você se esquecer de tomar uma dose, tome-a assim que você se lembrar, a menos que esteja quase no horário da 
próxima dose. Retorne para o esquema anterior.


Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.


8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR? 
Como todos os medicamentos, Sandimmun Neoral® pode apresentar efeitos colaterais em algumas pessoas, 
embora nem todas as apresentem.


A dose deste medicamento precisa ser cuidadosamente ajustada pelo seu médico, pois uma dose excessiva pode 
afetar seus rins. Portanto, você terá que fazer testes de sangue regulares e visitar o hospital, principalmente após 
transplantes. Isto dará a você a chance de falar com seu médico sobre seu tratamento e mencionar sobre os problemas 
que você tiver.


Algumas reações adversas podem ser sérias
• Assim como outros medicamentos que suprimem o sistema imunológico, a ciclosporina pode afetar a capacidade 
do seu organismo de combater infecções e pode causar tumores ou outros cânceres, principalmente da pele. Caso 
você apresente alterações na visão, perda ou falta de coordenação, perda de memória, dificuldade para falar ou 
entender o que os outros falam e fraqueza muscular, estes podem ser sinais e sintomas de uma infecção no cérebro 
chamada de leucoencefalopatia multifocal progressiva;
• Distúrbios cerebrais com sinais como crises epilépticas, confusão, desorientação, sensibilidade reduzida, alterações 
da personalidade, agitação, insônia, distúrbios na visão, cegueira, coma, paralisia de parte ou de todo o corpo, rigidez 
no pescoço, falta de coordenação com ou sem anormalidades na fala ou nos movimentos oculares;
• Inchaço do fundo do olho que pode estar associado com visão turva e possível comprometimento visual devido ao 
aumento da pressão no interior da cabeça (hipertensão intracraniana benigna);
• Problemas e danos hepáticos, com ou sem amarelamento da pele e olhos, náusea, perda de apetite e urina escura;
• Distúrbio renal, com ou sem micção muito reduzida;
• Baixo nível de hemácias ou plaquetas, o que pode estar associado a pele pálida, cansaço, falta de ar, urina escura 
(sinal de quebra de hemácias), hematomas ou sangramento sem motivos claros, confusão, desorientação, estado de 
alerta mental reduzido e problemas renais.


Caso você apresente qualquer um desses efeitos, informe ao seu médico imediatamente.


Algumas reações adversas são muito comuns
Reações adversas muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento) são: perda de 
apetite, nível glicêmico elevado, tremor involuntário no corpo, cefaleia, pressão arterial elevada, náusea, vômitos, dor 
abdominal, constipação, diarreia, crescimento excessivo das gengivas, crescimento excessivo de pelos no corpo e rosto e 
distúrbios renais.


Algumas reações adversas são comuns
Reações adversas comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento) são: baixo nível de 
leucócitos, convulsões, dormência ou formigamento, rubores, úlcera estomacal, distúrbios hepáticos, acne, erupção 
cutânea, febre e inchaço geral.


Algumas reações adversas são raras
Reações adversas raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) são: ciclo menstrual 
anormal.
Outras reações adversas com frequência desconhecida
A frequência não pode ser estimada com base nos dados disponíveis.
Baixo nível de hemácias, baixo nível de plaquetas no sangue, alto nível de lipídeos no sangue, alto nível de ácido úrico ou 
potássio no sangue, baixos níveis de magnésio no sangue, distúrbio no nervo com sensação de dormência ou formigamento 
nos dedos das mãos e dos pés, enxaqueca ou cefaleia severa geralmente acompanhada por náusea, vômitos e sensibilidade 
à luz, inflamação no pâncreas com dor abdominal superior severa, crescimento excessivo de cabelo, dor ou fraqueza muscular, 
espasmo muscular, dor nos membros inferiores, aumento dos seios em homens, cansaço e ganho de peso.


Se qualquer dessas reações afetar você gravemente, informe ao seu médico.


Se você notar qualquer outra reação adversa não mencionada nesta bula, informe ao seu médico ou farmacêutico.


Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. 
Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.


9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA 
DESTE MEDICAMENTO?
Se você acidentalmente tomar uma dose maior que a necessária do medicamento, avise ao seu médico imediatamente, ou vá 
para o hospital mais próximo. Você pode precisar de cuidados médicos.


Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem 
ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.


Dizeres legais
MS – 1.0068.0020
Farm. Resp.: Flavia Regina Pegorer – CRF-SP 18.150


Importado por:
Novartis Biociências S.A.
Av. Prof. Vicente Rao, 90
São Paulo - SP
CNPJ: 56.994.502/0001-30
Indústria Brasileira


Fabricado por:
Delpharm Huningue S.A.S, Huningue, França.
® = Marca registrada de Novartis AG, Basileia, Suíça.
VP3 = Sandimmun Neoral_Bula_Paciente 9


VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA


BPL 05.08.14
2014-PSB/GLC-0689-s
VP3

REUMATOLOGIA
informacao







INFORMAÇÕES IMPORTANTES

informacoes
Caso o produto que procura não esteja na lista abaixo, favor contatar-nos por telefone ou e-mail.

Imediatamente após receber a confirmação de pagamento pela instituição financeira o pedido é encaminhado à expedição a qual enviará por e-mail informação com o localizador da entrega para fins de rastreamento.


Todas as entregas são cobertas por companhia seguradora.

Medicamentos controlados pela portaria 344 da ANVISA deverão ser aviados na loja.

Medicamentos conservados sob refrigeração só serão despachados via Sedex de segunda à quarta-feira. Situações especiais devem ser tratadas por telefone.


A Hera Medicamentos trabalha em parceria com as melhores transportadoras, entregando o seu medicamento com rapidez e segurança em todo território brasileiro.

Consulte nossos prazos de entrega

FORMAS DE PAGAMENTO:
Credenciado RedeCard Correios Google Safebrowsing RapidSSL 256Bit Security ConB2c E-commerce
Hera Medicamentos | CNPJ: 09.021.458/0002-82 - MJR Medicamentos | CNPJ 20.390.576/0001­10