• Meu Carrinho
  • R$ 0,00

GONAL F 75ui INJETÁVEL CAIXA 1 FRASCO COM DILUENTE E SERINGA

  • GONAL F 75ui INJETÁVEL CAIXA 1 FRASCO COM DILUENTE E SERINGA
  • código: 007873
    marca: MERCK

  • R$ 203,00
    à vista no boleto



    Indisponível no site

    Para adquirir este produto
    contate-nos: 0800.606.1410

    ou solicite o aviso por e-mail.

- Anovulação ALFAFOLITROPINA Estímulo ao desenvolvimento Reprodução assistida ART In vitro FIV In vitro FIV insuficiência grave de LH e FSH Estimulação da espermatozoides Hipogonadismo hipogonadotrófico congénito ou adquirida concomi

ESPECIFICAÇÕES DO PRODUTO:

GONAL-f®
alfafolitropina
Merck S/A
Pó liofilizado para solução injetável
75 UI (5,5 μg)


alfafolitropina
Hormônio folículo estimulante recombinante (r-hFSH)


Apresentações
Pó liofilizado (75 UI / 5,5 μg de alfafolitropina) e diluente (1 ml de água para injeção) para
injeção subcutânea após reconstituição. Embalagem contendo um frasco-ampola do pó
liofilizado acompanhado por uma seringa preenchida do diluente.


USO SUBCUTÂNEO


USO ADULTO


Composição
Cada frasco-ampola com pó liofilizado 75 UI (5,5  μg) contém:
alfafolitropina..............................................................................5.5 μg
sacarose.....................................................................................30 mg
metionina....................................................................................0,1 mg
fosfato de sódio monobásico monoidratado................................0,45 mg
fosfato de sódio dibásico di-hidratado.........................................1,1 mg
polissorbato 20..........................................................................0,05 mg
ácido o-fosfórico concentrado........................................................q.s.
hidróxido de sódio.........................................................................q.s.


Cada seringa preenchida com diluente contém 1 ml de água para injeção.


INFORMAÇÕES AO PACIENTE


1. PARA QUE O GONAL F 75 UI É INDICADO?
O medicamento deve ser utilizado somente sob supervisão médica rigorosa.
* GONAL-f® é usado para estimular a ovulação em mulheres que não estão ovulando ou
que não responderam ao tratamento com citrato de clomifeno;
* GONAL-f® é usado para a produção de vários folículos em técnicas de reprodução
assistida, como “fertilização in vitro”, “transferência intrafalopiana de gametas” ou
“transferência intrafalopiana de zigotos”;
* GONAL-f® é usado combinado com outro hormônio, chamado alfalutropina (hormônio
luteinizante ou r-LH), nos casos em que a mulher não está ovulando devido à produção
muito baixa dos hormônios da fertilidade (FSH+LH) pela glândula pituitária;
* GONAL-f® é usado combinado com outro hormônio, a alfacoriogonadotropina (r-hCG)
para produzir espermatozoides em homens inférteis por deficiência desses hormônios.


2. COMO O GONAL F 75 UI FUNCIONA?
GONAL-f® é um medicamento que contém alfafolitropina, que é produzida em laboratório
pela tecnologia do DNA recombinante. Pertence à família dos hormônios denominados
gonadotrofinas, que são utilizadas no controle natural da reprodução.


3. QUANDO NÃO DEVO USAR O GONAL F 75 UI?
* se tiver alergia (hipersensibilidade) ao hormônio folículo estimulante ou a qualquer outro
componente de GONAL-f®;
* se tiver tumor no hipotálamo e na glândula pituitária. (ambos são partes do cérebro);
* se é uma mulher:
- com aumento dos ovários ou com cistos ovarianos de origem desconhecida;
- com sangramento vaginal não explicado;
- com câncer dos ovários, do útero ou da mama;
- com uma condição que geralmente torne impossível uma gravidez normal, como
insuficiência dos ovários (menopausa prematura) ou malformação dos órgãos
reprodutores;
* se é um homem com dano irreversível do testículo.
Este medicamento é contraindicado para uso por grávidas.


4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR O GONAL F 75 UI?
A sua fertilidade e a do seu (sua) parceiro(a) devem ser examinadas antes do início do
tratamento por um médico com experiência no tratamento de doenças da fertilidade.


Porfiria
Antes de iniciar o tratamento, informe o seu médico se você ou qualquer um dos seus
familiares tem porfiria (uma incapacidade de decompor as porfirinas, que pode ser transmitida
de pais para filhos).
Informe imediatamente o seu médico se:
* a sua pele ficar mais frágil e formar bolhas com facilidade, especialmente uma pele que
foi exposta frequentemente ao sol, e/ou
* tiver dores de estômago, braços ou pernas.
Caso ocorra qualquer um dos efeitos acima mencionados, o seu médico pode aconselhar que
suspenda o tratamento.


Síndrome de Hiperestimulação Ovariana (OHSS)
Se você é uma mulher, este medicamento aumenta o risco de desenvolver a OHSS. Esta
ocorre quando os seus folículos se desenvolvem excessivamente e formam cistos grandes. Se
sentir uma dor na região inferior do abdômen, aumentar rapidamente de peso, se sentir enjoos
ou tiver vômitos, ou se tiver dificuldade em respirar, informe imediatamente o seu médico,
que poderá pedir para parar de utilizar este medicamento.


Se você não estiver ovulando e se estiver seguindo a dose recomendada e o esquema de
administração, a ocorrência de OHSS é menos provável. O tratamento com GONAL-f®
raramente provoca uma OHSS grave, a menos que seja administrado um medicamento
utilizado para a maturação final dos folículos (que contém gonadotrofina coriônica humana,
hCG). Se você desenvolver OHSS, o seu médico pode não lhe administrar hCG neste ciclo do
tratamento e pode lhe orientar a não ter relações sexuais ou utilizar um método contraceptivo
de barreira durante pelo menos quatro dias.


Gravidez múltipla
Enquanto estiver utilizando GONAL-f® você corre um risco maior de ficar grávida de mais de
uma criança ao mesmo tempo (“gravidez múltipla”, principalmente gêmeos) do que se tivesse
engravidado naturalmente. A gravidez múltipla pode causar complicações médicas tanto para
você quanto para os bebês. É possível diminuir o risco de gravidez múltipla utilizando-se as
doses corretas de GONAL-f® nas horas devidas. Ao se submeter a uma técnica de reprodução
assistida, o risco de ter uma gravidez múltipla está relacionado com a idade, número e
qualidade de óvulos fertilizados ou de embriões que são colocados dentro de você.


Aborto espontâneo
Quando você é submetida a uma técnica de reprodução assistida ou à estimulação dos ovários
para produzir óvulos, a probabilidade de ter um aborto espontâneo é maior do que na maioria
das mulheres.


Problemas de coagulação do sangue (eventos tromboembólicos)
Se você teve no passado ou recentemente coágulos sanguíneos na perna ou no pulmão ou um
ataque cardíaco ou ainda um acidente vascular cerebral (derrame), ou se estes eventos já
aconteceram na sua família, é possível que você apresente um risco maior de que estes
problemas ocorram ou piorem com o tratamento com GONAL-f®.


Homens com FSH sanguíneo elevado
Se você é um homem com FSH elevado no sangue, isso pode ser um sinal de dano dos
testículos. GONAL-f® geralmente não age se você apresentar este problema. Caso seu médico
decida tentar o tratamento com GONAL-f®, a fim de monitorizar o tratamento, ele poderá
pedir-lhe que forneça esperma para análise 4 a 6 meses após o início do tratamento.


Uso pediátrico
GONAL-f® não é indicado para uso em crianças.


Utilizando GONAL-f® com outros medicamentos
Informe seu médico ou farmacêutico se está utilizando ou tiver utilizado recentemente outros
medicamentos, incluindo aqueles obtidos sem receita médica.


Se utilizar GONAL-f® com outros medicamentos que ajudam a ovulação (como hCG ou
citrato de clomifeno), isso poderá aumentar a resposta dos seus folículos.


Se utilizar GONAL-f® ao mesmo tempo que um agonista ou antagonista do “hormônio
liberador de gonadotrofinas” (GnRH) (estes medicamentos diminuem os níveis das seus
hormônio sexuais e impedem que tenha ovulações), pode haver necessidade de uma dose mais
elevada de GONAL-f® para produzir folículos.
Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua
saúde.


Gravidez e amamentação
Não utilize GONAL-f® se estiver grávida ou amamentando.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar
grávidas durante o tratamento.


Direção de veículos e operação de máquinas
Não é esperado que este medicamento afete sua capacidade de dirigir veículos e operar
máquinas.


Informações importantes sobre alguns componentes de GONAL-f®
GONAL-f ®contém menos do que 1 mmol (23 mg) de sódio por dose, portanto, é considerado
praticamente “isento de sódio”.
Atenção diabéticos: este medicamento contém SACAROSE.


5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR O GONAL F 75UI?
GONAL-f® 75 UI (5,5 μg) deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15°C e
30°C), protegido da luz e da umidade. Conservar na embalagem de origem para proteger da
luz. Não utilize GONAL-f® se verificar quaisquer sinais visíveis de deterioração, se o líquido
contiver partículas ou se não estiver límpido. O medicamento deve ser administrado
imediatamente após a preparação.
GONAL-f® é apresentado sob a forma de pó e diluente que são utilizados para preparar uma
solução injetável. O pó tem coloração branca, acondicionado num frasco de vidro. O diluente
é um líquido límpido e incolor, acondicionado numa seringa preenchida de vidro, contendo 1
ml.


Após preparo, utilize imediatamente.


Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.


Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem
original.


Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e
você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá
utilizá-lo.


Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.


6. COMO DEVO USAR O GONAL F 75UI?
A terapia com Gonal-f® deve ser iniciada sob a orientação e supervisão de um médico com
experiência no tratamento de problemas de infertilidade.


Como administrar este medicamento
GONAL-f® destina-se a ser administrado por injeção sob a pele (via subcutânea). Para
GONAL-f ® 75 UI (5,5 μg), o pó deve ser reconstituído com o diluente imediatamente antes
do uso. Para evitar a aplicação de grandes volumes, o conteúdo de até três frascos pode ser
dissolvido em 1 ml de diluente. GONAL-f® 75 UI (5,5 μg) pode ser misturado com
LUVERIS® (alfalutropina) e coadministrado em uma injeção única. Neste caso, a
alfalutropina deve ser reconstituída primeiro e depois utilizada para reconstituir o pó do
GONAL-f® 75 UI (5,5 μg). A primeira injeção de GONAL-f® deve ser administrada sob a
supervisão do seu médico. O seu médico irá lhe orientar para que você mesmo possa
administrar o produto. Para realizar a autoadministração, leia e siga atentamente as instruções
que se encontram no “Guia de Instruções de Uso”.


Que dose deve ser utilizada
O seu médico decidirá qual a dose de medicamento a ser utilizada, assim como a frequência
de administração.


Na mulher
* Se não estiver ovulando, se não tiver períodos menstruais ou tiver períodos irregulares
GONAL-f® é habitualmente administrado todos os dias. Se tiver períodos irregulares, comece
a utilizar GONAL-f nos primeiros sete dias do seu ciclo menstrual. Se não tiver períodos
menstruais pode começar a utilizar o medicamento no dia que lhe for mais conveniente. A
dose inicial habitual de GONAL-f® é de 75 a 150 UI por dia. A dose de GONAL-f® pode ser
aumentada em intervalos de 7 ou 14 dias em 37,5 a 75 UI, até que a resposta desejada seja
obtida. A dose diária máxima de GONAL-f® normalmente não é superior a 225 UI. Quando a
resposta desejada for obtida, será administrada uma injeção de 250 microgramas de hCG
recombinante ou 5.000 a 10.000 UI de hCG, 24 a 48 horas após a última injeção de GONALf
®. O melhor momento para ter relações sexuais é no dia em que é administrada a injeção de
hCG e no dia seguinte. Se o seu médico não conseguir observar uma resposta desejada após
quatro semanas, o ciclo de tratamento com GONAL-f® deve ser interrompido. No ciclo de
tratamento seguinte, o seu médico utilizará uma dose inicial de GONAL-f® mais elevada do
que a anterior. Se o seu organismo responder de forma excessiva, o tratamento com GONALf
® deverá ser interrompido e não ser administrada hCG. No ciclo seguinte, o seu médico
utilizará uma dose inicial de GONAL-f® mais baixa do que a anterior.


* Se não estiver ovulando, não tiver períodos menstruais e tiverem sido diagnosticados
níveis muito baixos dos hormônios FSH e LH
A dose inicial habitual de GONAL-f® é de 75 a 150 UI juntamente com 75 UI de alfalutropina
(LUVERIS®) Estes dois medicamentos serão utilizados todos os dias durante cinco semanas.
A dose de GONAL-f® pode ser aumentada em intervalos de 7 ou 14 dias em 37,5 a 75 UI, até
que a resposta desejada seja obtida. Quando a resposta desejada for obtida, será administrada
uma injeção de 250 microgramas de hCG recombinante (r-hCG) ou 5.000 a 10.000 UI de
hCG, 24 a 48 horas após a última injeção de GONAL-f® e alfalutropina. O melhor momento
para ter relações sexuais é no dia em que é administrada a injeção de hCG e no dia seguinte.
Como alternativa, pode ser efetuada inseminação intrauterina por meio de introdução de
esperma na cavidade uterina. Se o seu médico não conseguir observar uma resposta desejada
após cinco semanas, o ciclo de tratamento com GONAL-f®deve ser interrompido. No ciclo de
tratamento seguinte, o seu médico utilizará uma dose inicial de GONAL-f® mais elevada do
que a anterior. Se o seu organismo responder de forma excessiva, o tratamento com GONALf
® deverá ser interrompido e não ser administrada hCG. No ciclo seguinte, o seu médico
utilizará uma dose inicial de GONAL-f® mais baixa do que a anterior.


* Se for necessário que desenvolva vários óvulos para colheita antes de qualquer técnica de
reprodução assistida
A dose inicial habitual de GONAL-f® é de 150 a 225 UI por dia, desde o 2.º ou 3.º dia do seu
ciclo de tratamento. A dose de GONAL-f® pode ser aumentada, dependendo da sua resposta.
A dose diária máxima é de 450 UI. O tratamento deve prosseguir até seus óvulos atingirem o
ponto desejado. Normalmente demora cerca de 10 dias, mas pode demorar um período entre 5
e 20 dias. O seu médico efetuará exames de sangue e/ou ultrassom para controle. Quando seus
óvulos estiverem prontos, será administrada uma injeção de 250 microgramas de hCG
recombinante (r-hCG) ou 5.000 UI a 10.000 UI de hCG, 24 a 48 horas após a última injeção
de GONAL-f®. Esta injeção faz com que os seus óvulos fiquem prontos para que a colheita
seja efetuada. Em outros casos, o seu médico pode parar primeiro as suas ovulações utilizando
um agonista ou antagonista do hormônio liberadora de gonadotrofinas (GnRH). Em seguida,
GONAL-f® é iniciado aproximadamente duas semanas após o início do tratamento com o
agonista. GONAL-f® e o agonista da GnRH devem ser ambos administrados até que os seus
folículos se tenham desenvolvido de acordo com o desejado. Por exemplo, após duas semanas
de tratamento com o agonista da GnRH administram-se 150 a 225 UI de GONAL-f® durante
sete dias. A dose é depois ajustada de acordo com a resposta dos seus ovários. Quando se
utiliza um antagonista da GnRH, este deve ser administrado desde o 5º ou 6º dia do
tratamento com GONAL-f®, continuando a ser administrado até à indução da ovulação.


No homem
A dose habitual de GONAL-f® é de 150 UI juntamente com hCG. Estes dois medicamentos
devem ser administrados três vezes por semana durante pelo menos quatro meses. Caso não
tenha respondido ao tratamento após quatro meses, o seu médico poderá sugerir que continue
a utilizar estes dois medicamentos durante pelo menos 18 meses.


Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração
do tratamento.


Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.


7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR O GONAL F 75UI?
Caso você se esqueça de utilizar GONAL-f®, não tome uma dose dobrada para compensar a
dose que se esqueceu de tomar. Informe o seu médico logo que verificar que se esqueceu de
uma dose.


Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico.


8. QUAIS OS MALES QUE O GONAL F 75UI PODE ME CAUSAR?
Como todos os medicamentos, GONAL-f® pode causar efeitos colaterais, no entanto estes não
se manifestam em todas as pessoas.
Os efeitos colaterais possíveis relatados a seguir encontram-se classificados de acordo com a
frequência de ocorrência, conforme se segue:
* muito comuns: afetam mais de 1 paciente em cada 10;
* comuns: afetam 1 a 10 pacientes em cada 100;
* incomuns: afetam 1 a 10 pacientes em cada 1.000;
* raros: afetam 1 a 10 pacientes em cada 10.000;
* muito raros: afetam menos de 1 paciente em cada 10.000.


Efeitos secundários graves em mulheres
* Dor na região inferior do abdômen juntamente com náuseas ou vômitos podem ser os
sintomas da Síndrome de Hiperestimulação Ovariana (OHSS). Esta síndrome pode indicar
que os ovários estão reagindo de forma excessiva ao tratamento e que se desenvolveram
cistos grandes nos ovários. Este efeito secundário é comum.
* A OHSS pode tornar-se grave com um nítido aumento do volume dos ovários, diminuição
da produção de urina, aumento de peso, dificuldade em respirar e/ou possível acumulação
de líquidos no abdômen ou tórax. Este efeito secundário é incomum.
* Raramente podem ocorrer complicações resultantes da OHSS como torção dos ovários ou
formação de coágulos de sangue.
* Podem ser observadas muito raramente complicações graves relacionadas com a
coagulação do sangue (eventos tromboembólicos) independentes da OHSS. Estas
complicações podem causar dor no peito, falta de ar, acidente vascular cerebral (derrame)
ou ataque cardíaco.


Efeitos secundários graves em homens e mulheres
Reações alérgicas, como erupção cutânea, pele vermelha, urticária, inchaço da face com
dificuldade em respirar, podem ser graves. Este efeito secundário é muito raro.


Se você detectar quaisquer dos efeitos secundários acima mencionados deve informar
imediatamente o seu médico, que poderá lhe orientar em parar de utilizar GONAL-f.


Outros efeitos secundários em mulheres
Muito comuns:
* Bolsas de fluido nos ovários (cistos ovarianos).
* Dores de cabeça.
* Reações no local de injeção, tais como dor, vermelhidão, manchas roxas, inchaço e/ou
irritação.


Comuns:
* Dor abdominal.
* Enjoos, vômitos, diarreia, cólicas abdominais e distensão abdominal.


Muito raros:
* Podem ocorrer reações alérgicas como erupção cutânea, pele vermelha, urticária, inchaço
da face com dificuldade em respirar. Estas reações podem ser graves às vezes.
* Asma existente pode piorar.


Outros efeitos secundários em homens
Muito comuns:
* Reações no local de injeção, tais como dor, vermelhidão, manchas roxas, inchaço e/ou
irritação.


Comuns:
* Inchaço das veias acima e por trás dos testículos (varicocele).
* Desenvolvimento dos seios, acne ou aumento de peso.


Muito raros:
* Podem ocorrer reações alérgicas como erupção cutânea, pele vermelha, urticária, inchaço
da face com dificuldade em respirar. Estas reações podem por vezes ser graves.
* Asma existente pode piorar.
Informe ao seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso
do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.


9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A
INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Os efeitos da injeção de uma grande quantidade de GONAL-f® são desconhecidos, embora
possa ser prevista a ocorrência da Síndrome de Hiperestimulação Ovariana (OHSS).
Entretanto, ela só irá ocorrer se também for administrado hCG.


Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro
médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722
6001, se você precisar de mais orientações.


DIZERES LEGAIS


MS 1.0089.0363
Farmacêutica Responsável: Fernanda P. Rabello - CRF-RJ n° 16979


Fabricado por:
Merck Serono S.p.A.
Bari – Itália
ou
Merck Serono S.A.
Aubonne – Suíça


Embalado por:
Ares Trading Uruguay S.A. Montevidéu – Uruguai


Importado por:
MERCK S.A.
CNPJ 33.069.212/0001-84
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro – RJ CEP 22710-571
Indústria Brasileira


VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Esta bula foi aprovada pela ANVISA em 15/12/2014.


SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE
0800 727-7293
www.merck.com.br




GUIA DE INSTRUÇÕES DE USO
Antes de começar a preparação, leia primeiro estas instruções completamente. Autoadministre
a injeção à mesma hora todos os dias.


1. Lave as mãos e arranje uma área limpa. É importante que as suas mãos e os acessórios que
vai utilizar estejam tão limpos quanto possível. Um bom local é uma mesa ou bancada da
cozinha que estejam limpas.


2. Colocar sobre a área limpa tudo o que for necessário: o frasco-ampola contendo GONALf
® 75 UI (5,5 μg) liofilizado, a seringa preenchida contendo o diluente, dois chumaços de
algodão embebidos em álcool, uma agulha para reconstituição, uma agulha fina para a injeção
subcutânea e um recipiente para descarte de objetos cortantes.


3. Preparar a solução para injeção: retire a tampa protetora do frascoampola
de GONAL-f 75 UI (5,5 μg) e a capa protetora da seringa
preenchida com o diluente. Conecte a agulha para reconstituição na
seringa preenchida, introduza no frasco-ampola de GONAL-f® 75 UI
(5,5 μg) e injete lentamente todo o diluente. Gire suavemente para
misturar, sem retirar a seringa. Não agite para evitar a formação de
espuma.


4. Depois que o pó liofilizado estiver dissolvido (o que geralmente
ocorre imediatamente), verifique se a solução resultante está límpida
e não contém partículas. Vire o frasco-ampola de cabeça para baixo e
aspire suavemente a solução para dentro da seringa, puxando o
êmbolo. Remova a seringa do frasco-ampola e pouse a seringa
cuidadosamente. Não toque na agulha, nem deixe que esta toque em
qualquer superfície


Se mais de um frasco-ampola de GONAL-f® 75 UI (5,5 μg) tiver sido prescrito, reinjete
lentamente a solução no outro frasco de pó liofilizado, repetindo o passo 3.
Se alfalutropina (LUVERIS®) for prescrita com GONAL-f ®75 UI (5,5 μg), você pode
misturar os dois medicamentos para efetuar apenas uma injeção. Para isso, você deve
reconstituir primeiro a alfalutropina com o diluente que acompanha o GONAL-f® 75 UI (5,5
μg), aspirar a solução de volta à seringa e reinjetar no frasco-ampola de GONAL-f® 75 UI
(5,5 μg). Depois que o pó estiver dissolvido, aspirar a solução de volta à seringa. Verifique se
existem partículas e utilize somente se a solução estiver límpida.


Até três frascos de pó liofilizado podem ser dissolvidos com 1 ml de diluente.


5. Preparação da seringa para a injeção: troque a agulha de
reconstituição pela agulha fina e elimine as bolhas de ar existentes.
Segure a seringa com a agulha para cima e bata suavemente nas
laterais com os dedos até que todas as bolhas de ar se concentrem na
parte superior. Empurre o êmbolo até que todas as bolhas de ar
tenham sido eliminadas.


6. Injeção da dose: injetar imediatamente a solução. Seu médico ou
enfermeira já devem ter lhe orientado sobre o local da aplicação (por
exemplo, barriga, parte frontal da coxa). Para reduzir ao mínimo a
irritação da pele selecione uma zona diferente todos os dias. Limpe a
área escolhida com um chumaço de algodão embebido em álcool com
movimentos circulares. Aperte firmemente a pele entre o polegar e o
indicador e espete a agulha com uma inclinação entre 45° e 90°, como
se estivesse atirando um dardo. Injete o medicamento sob a pele
pressionando lentamente o êmbolo. Não injete diretamente numa veia.
Utilize o tempo que for necessário para injetar toda a solução. Retire
imediatamente a agulha e limpe a pele com um chumaço de algodão
embebido em álcool, com suaves movimentos circulares.


7. Depois da aplicação: jogue fora todos os materiais utilizados assim que a aplicação estiver
concluída. Descarte imediatamente todas as agulhas e frascos de vidro vazios de forma
segura, preferencialmente em um recipiente apropriado para objetos cortantes, que pode ser
adquirido nas farmácias. Qualquer quantidade não utilizada da solução deve ser eliminada.


VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
MS 1.0089.0363
Farmacêutica Responsável: Fernanda P. Rabello - CRF-RJ n° 16979


MERCK S.A.
CNPJ 33.069.212/0001-84
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro – RJ CEP 22710-571
Indústria Brasileira


SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE
0800 727-7293
www.merck.com.br


REPRODUÇÃO HUMANA
informacao







INFORMAÇÕES IMPORTANTES

informacoes
Caso o produto que procura não esteja na lista abaixo, favor contatar-nos por telefone ou e-mail.

Imediatamente após receber a confirmação de pagamento pela instituição financeira o pedido é encaminhado à expedição a qual enviará por e-mail informação com o localizador da entrega para fins de rastreamento.


Todas as entregas são cobertas por companhia seguradora.

Medicamentos controlados pela portaria 344 da ANVISA deverão ser aviados na loja.

Medicamentos conservados sob refrigeração só serão despachados via Sedex de segunda à quarta-feira. Situações especiais devem ser tratadas por telefone.


A Hera Medicamentos trabalha em parceria com as melhores transportadoras, entregando o seu medicamento com rapidez e segurança em todo território brasileiro.

Consulte nossos prazos de entrega

FORMAS DE PAGAMENTO:
Credenciado RedeCard Correios Google Safebrowsing RapidSSL 256Bit Security ConB2c E-commerce
Hera Medicamentos | CNPJ: 09.021.458/0002-82 - MJR Medicamentos | CNPJ 20.390.576/0001­10