• Meu Carrinho
  • R$ 0,00

PEGINTRON 148MCG SOLUÇÃO INJETAVEL DE 0,7M

  • PEGINTRON 148MCG SOLUÇÃO INJETAVEL DE 0,7M
  • código: 011926
    marca: SCHERING-PLOUGH

  • R$ 1.854,00
    à vista no boleto



    Indisponível no site

    Para adquirir este produto
    contate-nos: 0800.606.1410


- hepatite C crônica hepatite B crônica

ESPECIFICAÇÕES DO PRODUTO:

PEGINTRON

(alfapeginterferona 2b)

ScheringPlough Indústria Farmacêutica Ltda.

Pó liofilizado
80 mcg
100 mcg
120 mcg

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
PEGINTRON
alfapeginterferona 2b

APRESENTAÇÕES
PEGINTRON
Pó liofilizado para solução injetável de
- 80 mcg/0,5 mL em embalagem com 1 frasco-ampola + ampola de diluente.
- 100 mcg/0,5 mL em embalagem com 1 frasco-ampola + ampola de diluente.
- 120 mcg/0,5 mL em embalagem com 1 frasco-ampola + ampola de diluente.

USO SUBCUTÂNEO

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO
PEGINTRON 80 mcg:
Cada frasco-ampola contém 118,4 mcg de alfapeginterferona 2b e ampola contendo 0,7 mL de diluente
(concentração após reconstituição de 80 mcg/0,5 mL).

PEGINTRON 100 mcg:
Cada frasco-ampola contém 148 mcg de alfapeginterferona 2b e ampola contendo 0,7 mL de diluente
(concentração após reconstituição de 100 mcg/0,5 mL).

PEGINTRON 120 mcg:
Cada frasco-ampola contém 177,6 mcg de alfapeginterferona 2b e ampola contendo 0,7 mL de diluente
(concentração após reconstituição de 120 mcg/0,5 mL).
Composição do diluente: água para injetáveis.

Excipientes: fosfato de sódio dibásico anidro, fosfato de sódio monobásico di-hidratado, sacarose e
polissorbato 80.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
PEGINTRON é indicado para o tratamento da hepatite C crônica e da hepatite B crônica.
Considera-se como tratamento ideal a combinação de alfapeginterferona 2b e ribavirina (veja também a
bula de ribavirina).

Essa combinação é indicada para pacientes que ainda não utilizaram esses medicamentos, que recaíram e
que não obtiveram resposta em tratamento anterior para hepatite C crônica que tenham transaminases
normais ou elevadas sem descompensação hepática, incluindo aqueles com evidência histológica de
cirrose (Child-Pugh classe A), e que sejam positivos para HCV-RNA.

Essa combinação também é indicada para o tratamento de pacientes com hepatite C crônica que estejam
co-infectados com HIV clinicamente estáveis.
Os pacientes devem ter 18 anos, ou mais, e não devem apresentar alterações muito graves no fígado, que
possam prejudicar a sua saúde.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
As interferonas modificam a resposta do sistema imunológico para ajudar a tratar infecções e doenças
graves.

Após a administração subcutânea (na camada gordurosa abaixo da pele), as concentrações máximas de
interferona no sangue ocorrem entre 15 - 44 horas e são mantidas por 48 - 72 horas após a dose.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Para especificações e melhor compreensão dos critérios que contraindiquem o uso de PEGINTRON
recomendamos consultar seu médico.

Este medicamento é contraindicado para uso por pessoa:
• Com alergia à alfapeginterferona 2b, interferona ou a qualquer componente deste produto;
• Com hepatite autoimune ou outras doenças do sistema imunológico;
• Que estiver tomando medicamentos que prejudiquem a resposta do seu sistema
imunológico (o sistema imunológico protege-o contra infecções e algumas doenças);
• Que teve problemas cardíacos graves ou doença cardíaca que não tenha sido bem
controlada durante os últimos 6 meses;
• Com uma condição médica grave que o deixe muito fraco;
• Com problemas de tireoide, que não foram bem controlados com medicamentos;
• Com doença no fígado, sem controle, em estado avançado (outras além da hepatite C e B);
• Com problemas graves no rim;
• Com alguma doença que possa causar convulsões ("ataques").
Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.
Este medicamento é contraindicado para uso por homens cujas parceiras estão grávidas.
Este medicamento é contraindicado para uso por mulheres grávidas.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Advertências e precauções
Para especificações e melhor compreensão dos critérios que devem ser seguidos com o uso de
PEGINTRON, recomendamos consultar seu médico.
Tome cuidados especiais ao utilizar PEGINTRON:
• Se teve um ataque cardíaco ou problemas no coração;
• Se já teve problemas no fígado (outros além da hepatite C e B);
• Se for diabético, seu médico poderá solicitar exames dos olhos;
• Se já teve uma doença grave afetando sua respiração ou sangue;
• Se tiver psoríase, esta poderá piorar durante o tratamento com PEGINTRON;
• Se estiver planejando engravidar, converse com seu médico antes de iniciar o tratamento com
PEGINTRON;
• Se desenvolver sintomas de reações alérgicas graves, como dificuldade para respirar, asma ou
urticária (coceira) enquanto estiver utilizando este medicamento, procure seu médico
imediatamente;
• Se desenvolver sintomas associados a resfriado ou a outra infecção respiratória, como febre,
tosse, ou dificuldade para respirar, procure seu médico;
• Se teve doença no rim, seu médico pode prescrever uma dose menor que a usual e monitorar
seu valor no sangue, regularmente durante o tratamento;
• Se também estiver sendo tratado para HIV, veja “Interações medicamentosas”;
• Se já foi submetido a transplante de rim ou fígado, o tratamento com interferona pode aumentar
o risco de rejeição. Converse com o seu médico sobre esse assunto;
• Se já teve problemas mentais ou nervosos graves;
• Se já foi tratado para depressão ou outro problema mental ou nervoso;
• Se já teve depressão ou desenvolversintomas relacionados à depressão (sentimentos de tristeza,
abatimento) durante o tratamento com PEGINTRON.

Foram relatados problemas nos dentes ou na gengiva que levaramà perda dos dentes em pacientes que
recebiama terapia combinada de PEGINTRON e ribavirina. Adicionalmente, a boca seca pode ter um
efeito prejudicial nos dentes e na mucosa da boca durante tratamento prolongado com a combinação de
PEGINTRON e ribavirina. Você deve escovar cuidadosamente seus dentes pelo menos duas vezes ao
dia e ir regularmente ao dentista. Alguns pacientes também podem vomitar. Se você tiver essa reação,
enxágue sua boca cuidadosamente.

Algumas pessoas ficam deprimidas após tomar PEGINTRON em monoterapia ou em combinação com a
ribavirina e em alguns casos as pessoas podem ter pensamentos suicidas ou homicidas ou comportamento
agressivo. Procure seu médico se notar que está se tornando depressivo ou se estiver apresentando
pensamentos suicidas ou ainda mudança no seu comportamento. Você deve levar em conta a
possibilidade de pedir a um membro da família ou amigo que o ajude a ficar alerta para os sinais de
depressão ou mudança de comportamento.

Seu médico pode solicitar que você tome bastante líquido para ajudar a prevenir a queda da pressão
sanguínea.

Uso durante a gravidez e amamentação
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação do médico ou do
cirurgião-dentista.

Consulte seu médico antes de tomar qualquer medicamento durante a gravidez ou amamentação. Não
utilize PEGINTRON durante a gravidez. Seus efeitos sobre a gravidez não são conhecidos. Não se sabe
se o produto passa para o leite humano; portanto, não amamente se você estiver tomando PEGINTRON

Uso em idosos (com idade maior que 65 anos)
Avaliar a função dos rins.

Precauções
Evite dirigir ou operar máquinas se ocorrer desenvolvimento de fadiga, sonolência ou confusão, enquanto
estiver utilizando PEGINTRON

Atenção diabéticos: contém açúcar.

Interações medicamentosas
Informe ao seu médico sobre todos os medicamentos que estiver tomando, inclusive aqueles vendidos
sem receita médica.

Acidose láctica (aumento da acidez do sangue, devido ao acúmulo de ácido láctico) e piora das funções
do fígado são eventos adversos associados ao tratamento medicamentoso de infecções do vírus da
imunodeficiência humana (HIV). Se estiver em tratamento com estes medicamentos, a combinação com
PEGINTRON e ribavirina pode aumentar o risco de acidose láctica e falência do fígado. Seu médico irá
monitorá-lo quanto aos sinais e sintomas dessas condições (leia também a bula da ribavirina).
Adicionalmente, pacientes tratados com a combinação de PEGINTRON e ribavirina e zidovudina
podem aumentar o risco de desenvolvimento de anemia (menor número de células vermelhas no sangue).
Se você também estiver sendo tratado para o HIV com zidovudina ou estavudina, não se sabe ao certo se
a ribavirina altera a ação desses medicamentos. Portanto, seu sangue deve ser regularmente analisado para
ter certeza de que a infecção pelo HIV não está piorando. Se houver piora, seu médico deverá decidir se o
tratamento com ribavirina deve ou não ser alterado.

A co-administração de ribavirina e didanosina e/ou estavudina não é recomendada devido ao risco de
acidose láctica e pancreatite.

Pacientes que também tenham infecção por HIV e que estejam recebendo tratamento medicamentosopara
o HIV possuem um risco maior de desenvolver acidose láctica. Informe seu médico se você estiver
recebendo tratamento antirretroviral.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar sob refrigeração (entre 2 e 8ºC). Não congelar.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Após preparo, este medicamento pode ser utilizado em 24 horas quando armazenado entre 2 e 8ºC.

Aspecto físico
PEGINTRON poderá se apresentar como um pó brancoou como um sólido compactado, que pode estar
inteiro ou fragmentado. Após a reconstituição, a solução é límpida, incolor e livre de partículas visíveis,
podendo apresentar um pequeno anel de minúsculas bolhas ao redor da superfície.

Características organolépticas
PEGINTRON não apresenta características organolépticas específicas.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você
observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Dosagem
PEGINTRON em monoterapia é administrado, por via subcutânea, na dose de 0,5 ou 1,0 mcg/kg por
semana, durante pelo menos 6 meses e, possivelmente, por um ano. Se você tiver problemas nos rins,
poderá receber uma dose menor, dependendo do funcionamento renal. PEGINTRON em monoterapia
não foi estudado em pacientes co-infectados por HCV e HIV.

Na terapia combinada, em pacientes que ainda não utilizaram esses medicamentos, PEGINTRON é
administrado, por via subcutânea, na dose de 1,5mcg/kg por semana, com dose baseada no peso corpóreo
e a ribavirina é dividida em duas doses durante as refeições (manhã e noite) por pelo menos 6 meses, ou
pelo período recomendado pelo seu médico. Para pacientes co-infectados por HCV e HIV, a duração do
tratamento é de 48 semanas.

Para pacientes que não obtiveram resposta anteriormente ou que tiveram uma recaída, o tratamento deve
continuar por um ano (de acordo com a resposta após as 12 primeiras semanas de tratamento).

Como usar
Seu médico prescreveu PEGINTRON especificamente para você e para sua condição atual,
determinando a dose baseada no seu peso. Se necessário, a dose poderá ser alterada durante o tratamento.
Se tiver a impressão de que os efeitos de PEGINTRON estão muito fortes ou muito fracos, converse
com o seu médico.
PEGINTRON é indicado para administração por via subcutânea; isto significa que ele é injetado com
uma agulha curta na camada de gordura que fica sob a pele.

Prepare a dose a ser utilizada no momento do uso. Observe atentamente a solução reconstituída antes da
administração. Não utilize se a solução apresentar mudança de coloração ou presença de partículas.
Utilize PEGINTRON uma vez por semana sempre no mesmo dia da semana e no mesmo período do dia
de cada semana. Esse procedimento o ajudará a não se esquecer de tomar sua dose.

Utilize PEGINTRON exatamente como prescrito por seu médico, não exceda a dose recomendada e não
use por um período maior do que o prescrito.

Reconstituição
Usando seringa de 1 mL para injeção esterilizada, injete LENTAMENTE0,7 mL de diluente, fazendo
com que o jato escorra pela parede de vidro do frasco. É aconselhável não direcionar o jato diretamente
no pó branco (compactado ou não) ou injetar o diluente rapidamente, uma vez que isso produzirá uma
quantidade maior de bolhas. Remova a seringa e a agulha do frasco com a solução reconstituída. A
solução poderá se apresentar opaca ou borbulhante durante alguns minutos. Gire o frasco suavemente
com movimentos de rotação para completar a dissolução do pó. Não agite, apenas vire suavemente o
frasco de cabeça para baixo. O conteúdo deverá estar completamente dissolvido. Assimque a solução
estiver assentada e todas as bolhas tiverem subido para a superfície da solução, deve-se obter uma solução
límpida com um pequeno anel de minúsculas bolhas ao redor da superfície. Em seguida, a dose
apropriada poderá ser retirada com uma seringa para injeção subcutânea e ser injetada (veja “Medindo a
dose de PEGINTRON após reconstituição”).

Após a reconstituição, a solução é límpida, incolor e livre de partículas visíveis, podendo apresentar um
pequeno anel de minúsculas bolhas ao redor da superfície. Em seguida, retire a dose apropriada com uma
seringa para injeção subcutânea e injete. A concentração indicada no rótulo estará contida em 0,5 mL
da solução reconstituída.

Como todo produto parenteral, verifique visualmente a solução reconstituída antes da administração. Não
administre, se houver alteração da cor. Despreze toda solução não utilizada. PEGINTRON não pode ser
misturado com outros medicamentos injetáveis.

Estabilidade da solução reconstituída
A estabilidade da solução reconstituída foi demonstrada durante 24 horas em temperatura entre 2 e 8ºC.
PEGINTRON não pode ser misturado com outros medicamentos injetáveis. Do ponto de vista
microbiológico, o produto reconstituído deve ser usado imediatamente; caso contrário o tempo de
armazenamento e as condições prévias ao uso serão responsabilidade do usuário. Normalmente, o tempo
de armazenamento não poderá ultrapassar 24 horas em temperaturas entre 2 e 8ºC.
Medindo a dose de PEGINTRON após a reconstituição

Vire o frasco e a seringa de cabeça para baixo com uma das mãos, assegurando-se de que a ponta da
agulha esteja na solução reconstituída de PEGINTRON

A outra mão moverá o êmbolo lentamente para a retirada da dose prescrita pelo médico.
Segure a seringa com a agulha no frasco apontada para cima, remova a seringa da agulha comprida
deixando-a no frasco e sem tocar a ponta da seringa. Pegue uma agulha curta e coloque-a firmemente na
ponta da seringa. Remova cuidadosamente a seringa com a agulha do frasco de PEGINTRON. Se
houver bolhas de ar na seringa, puxe o êmbolo levemente para trás e dê batidinhas leves na seringa, com a
agulha apontando para cima, até que elas desapareçam. Empurre o êmbolo lentamente de volta para a
dose correta. Ponha de volta o protetor da agulha e coloque a seringa com a agulha em uma superfície
plana.

Certifique-se de que a solução esteja à temperatura ambiente até 25ºC. Se a solução estiver fria, aqueça a
seringa entre as palmas das mãos. Inspecione visualmente a solução reconstituída antes da administração;
não utilize se houver mudança de coloração ou partículas presentes. A solução está pronta para ser
utilizada.

Injetando a solução
Selecione o local da injeção, sendo que os melhores locais são os tecidos com uma camada de gordura
entre a pele e o músculo, tais como a coxa, superfície externa do braço (você pode precisar da ajuda de
outra pessoa para utilizar este local), abdômen (com exceção do umbigo e da cintura). Se o paciente for
muito magro, use apenas a coxa ou a superfície externa do braço. Se o medicamento for autoadministrado,
recomenda-se a variação do local de injeção.

Varie o local da injeção
No local em que a injeção será aplicada, limpe e faça assepsia da pele com álcool. Espere secar. Remova
o protetor da agulha. Com uma mão, aperte uma dobra de pele livre. Com a outra mão, segure a seringa
como se fosse uma caneta. Insira a agulha na pele puxada em um ângulo de aproximadamente 45º. Após a
inserção da agulha, remova a mão usada para puxar a pele e a use para segurar o êmbolo da seringa. Puxe
o êmbolo para trás bem lentamente. Se entrar sangue na seringa, é porque a agulha perfurou um vaso
sanguíneo. Não injete nesse local; retire a agulha e repita o procedimento. Injete a solução empurrando
todo o êmbolo suavemente.

Puxe a agulha verticalmente para fora da pele. Pressione o local da injeção com uma pequena bandagem
ou gaze esterilizada durante alguns segundos, se necessário. Não massageie o local da aplicação. Se
continuar sangrando, cubra com uma bandagem adesiva.
Incompatibilidade

PEGINTRON deve ser reconstituído somente com o diluente fornecido com o produto e não deve ser
misturado com outros medicamentos.

Atenção: o frasco, a ampola e os materiais para injeção devem ser descartados. Coloque as seringas
e as agulhas de modo seguro em um recipiente adequado.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do
tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Se esquecer de tomar a dose, tome-a assim que possível e procure seu médico.

Utilize PEGINTRON® uma vez por semana sempre no mesmo dia da semana e no mesmo período do dia
de cada semana. Esse procedimento o ajudará a não se esquecer de tomar sua dose.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Além dos efeitos necessários para seu tratamento, os medicamentos podem causar efeitos não desejados.
Apesar de nem todos esses efeitos colaterais ocorrerem, você deve procurar atendimento médico caso
algum deles ocorra.

Informe seu médico imediatamente se algum dos seguintes efeitos adversos ocorrerem: dor no peito;
mudança na forma como seu coração bate; problemas para respirar (incluindo diminuição da respiração),
confusão; depressão, desejo de se machucar, alucinações, sensação de dormência ou formigamento;
tontura, convulsão (“ataque”); problemas para dormir, pensar e se concentrar; dificuldade em permanecer
alerta, dor ou cólicas graves no estômago; sangue ou coágulo nas fezes (escurecidas ou enegrecidas);
febre ou calafrios começando após poucas semanas de tratamento, dor na parte inferior das costas ou na
lateral; dificuldade ou incapacidade para urinar, músculos inflamados ou doloridos (algumas vezes com
gravidade); problemas nos olhos ou na visão ou na audição; vermelhidão grave ou dolorida na pele ou
mucosa, sangramento grave no nariz. Seu médico solicitará exames de sangue para garantir que a
contagem das células sanguíneas brancas (células que defendem de infecções) e das células sanguíneas
vermelhas (células que carregam o oxigênio), das plaquetas (células que coagulam o sangue) e outros
valores laboratoriais estejam em níveis aceitáveis.

Os efeitos adversos mais comuns que ocorreram com a combinação de PEGINTRON e ribavirina são
irritação e vermelhidão (raramente com danos à pele) no local da injeção, dor de cabeça, sensação de
cansaço, tremor de frio, febre, sintomas como os da gripe, fraqueza, perda de peso, náusea, perda de
apetite, diarreia ou perda de conteúdo fecal, dor de estômago, vômito, dor muscular, dor nas juntas e na
musculatura, depressão, irritabilidade, dificuldade para dormir, ansiedade ou nervosismo, dificuldade de
concentração, variações de humor, perda de cabelo, coceira, pele seca, dor de garganta, tosse, dificuldade
para respirar, tontura, infecção viral, erupção, boca seca.

Outros efeitos adversos comuns que podem ocorrer com o tratamento associado são aumento do suor, dor
no peito, dor no lado direito da costela, sensação de dormência, dor ou formigamento, alteração no
funcionamento da glândula tireoide (que pode fazer você se sentir cansado), irritação no estômago, ritmo
cardíaco rápido, agitação, nervosismo, período menstrual irregular.
Os efeitos incomuns são dor no local da injeção, rubor, pressão sanguínea baixa ou alta; olhos secos ou
lacrimejantes, psoríase, vermelhidão e dor na pele, problemas nas unhas, sensação de mal-estar, sensação
de desmaio, problemas de coordenação, confusão, aumento ou diminuição da sensibilidade ao toque,
músculos tensos, artrite, hematoma, perda de interesse sexual, problemas sexuais, sonhos incomuns,
tremor nas mãos, vertigem (sensação de que a cabeça gira), aumento do apetite, azia, flatulência,
constipação, hemorroida, vermelhidão ou sangramento nas gengivas, vermelhidão ou dor na boca,
alteração do paladar, alteração na audição ou vibração nos ouvidos, sede, mudança de comportamento ou
agressividade (às vezes direcionadas contra outras pessoas), sensação de sono, dores de resfriados,
infecção por fungos ou bactérias, irritação da próstata, aumento da vontade de urinar, infecção nos
ouvidos ou respiratórias, sinusite, congestão nasal e coriza, textura anormal dos cabelos, sensibilidade à
luz do sol, enxaqueca, dor ou infecção nos olhos, visão embaçada, rosto inchado, mãos e pés inchados,
fígado aumentado, problemas envolvendo os ovários ou vagina, dor no peito, dificuldade em falar,
diabetes e inchaço nas glândulas.

Raramente, foram relatados com PEGINTRON: diabetes, alteração do ritmo cardíaco, inflamação no
pâncreas, inflamação e degradação dos músculos e nervos periféricos, problemas nos rins e convulsão.
Muito raramente, foi relatada sarcoidose (doença caracterizada por febre persistente, perda de peso, dor e
inchaço nas articulações, lesões na pele e inchaço nas glândulas). Ocorreu também, muito raramente,
perda de consciência com o uso de alfainterferonas, a maioria em pacientes idosos tratados com altas
doses. Casos de derrame (evento vascular cerebral) também foram relatados. Informe imediatamente seu
médico se tiver algum desses sintomas ou algum outro que esteja incomodando.
Muito raramente PEGINTRON isolado ou combinado com a ribavirina pode causar anemia aplástica.
Quando PEGINTRON é usado isoladamente, alguns desses eventos têm menor probabilidade de ocorrer
e outros nem ocorrem.

Se você estiverrecebendo HAART (terapia antirretroviral altamente ativa), a adição de PEGINTRON® e
ribavirina pode aumentar o risco de acidose láctica, insuficiência hepática e alterações no sangue (redução
do número de células sanguíneas vermelhas que carregam o oxigênio, algumas células sanguíneas brancas
que combatem a infecção e células sanguíneas coaguladoras chamadas plaquetas).
Os seguintes efeitos adversos (não mencionados acima) podem ocorrer com a combinação de
PEGINTRON® e ribavirina em pacientes adultos co-infectados com HCV/HIV recebendo HAART:
candidíase oral, metabolismo de gordura defeituoso, diminuição de linfócitos CD4, diminuição do apetite,
dores nas costas, rinite, hepatite citolítica, dores nos membros e outras alterações nos valores sanguíneos.
Atenção: este produto é um medicamento que possui nova indicação terapêutica no país e, embora
as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado
corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe
seu médico.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA
DESTE MEDICAMENTO?
Procure seu médico imediatamente. Geralmente, os eventos adversos vistos em casos de superdose
envolvendo PEGINTRON são consistentes com o conhecido perfil de segurança de PEGINTRON;
entretanto, sua gravidade pode aumentar. Nenhum antídoto específico para PEGINTRON está
disponível; entretanto, tratamento sintomático e observação rigorosa do paciente são recomendados em
casos de superdose.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e
leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar
de mais orientações.

ção VP 200 mcg. 300 mcg

HEPATOLOGIA
informacao







INFORMAÇÕES IMPORTANTES

informacoes
Caso o produto que procura não esteja na lista abaixo, favor contatar-nos por telefone ou e-mail.

Imediatamente após receber a confirmação de pagamento pela instituição financeira o pedido é encaminhado à expedição a qual enviará por e-mail informação com o localizador da entrega para fins de rastreamento.


Todas as entregas são cobertas por companhia seguradora.

Medicamentos controlados pela portaria 344 da ANVISA deverão ser aviados na loja.

Medicamentos conservados sob refrigeração só serão despachados via Sedex de segunda à quarta-feira. Situações especiais devem ser tratadas por telefone.


A Hera Medicamentos trabalha em parceria com as melhores transportadoras, entregando o seu medicamento com rapidez e segurança em todo território brasileiro.

Consulte nossos prazos de entrega

FORMAS DE PAGAMENTO:
Credenciado RedeCard Correios Google Safebrowsing RapidSSL 256Bit Security ConB2c E-commerce
Hera Medicamentos | CNPJ: 09.021.458/0002-82 - MJR Medicamentos | CNPJ 20.390.576/0001­10